Os guarda civis municipais abordaram, nas barreiras sanitárias instaladas nas principais entradas do município, em média, 770 veículos por dia, durante o período de Carnaval. Desse total, aproximadamente 30 veículos foram orientados a retornar às suas origens.

As barreiras fazem parte das medidas que buscam garantir o cumprimento do decreto estadual de Carnaval, que foi reforçado por decreto municipal, que proibia a entrada de veículos coletivos no município, com exceção de carros particulares e de carga, que possuem livre acesso, com orientação que se desloquem o mínimo possível.

“O principal objetivo da fiscalização é orientar a população sobre a importância das medidas de prevenção para o controle da disseminação da Covid-19. No presente momento, nós precisamos enquanto população ter clareza do nosso protagonismo para fazer a parte que nos toca para a superação desta pandemia, reduzindo nossa circulação ao mínimo necessário, usando a máscara e colaborando com as medidas indicadas pelas autoridades sanitárias e de saúde”, disse a secretária da Segurança Cidadã, Emanuela Leite.