Desde o dia 8 de março, a Guarda Civil Municipal de Sobral (GCMS) atua na fiscalização e no cumprimento do decreto em vigor de isolamento social rígido. Durante este período, já foram abordados 114.601 veículos nas barreiras sanitárias, dos quais 1.883 foram orientados a retornar ao município de origem e 74 foram notificados.

Nas barreiras, também foi registrada a presença de 87 pessoas com sintomas de Covid-19, que buscavam adentrar o município. A fiscalização causou a redução de 40% do fluxo de veículos nas avenidas de acesso à cidade, o que colabora com o combate à disseminação do novo coronavírus.

Diariamente, 45 guardas se dividem em três turnos nas cinco principais entradas e saídas da cidade, com o apoio ainda de outras forças de segurança, como Polícia Militar e Civil, Bombeiros Militares e Civis, além do apoio de outras pastas municipais.

Mesmo com o apoio das instituições, a comandante da GCMS, Simone Machado, explica que precisa do apoio da população para agilizar o serviço nas barreiras. "Hoje, temos uma demora que se dá devido ao deslocamento desnecessário por parte de muitos condutores. Quando a população adere ao isolamento rígido e passa a sair apenas quando necessário, o número de veículos diminui e, por consequência, o serviço nas barreiras é agilizado", explica.

Conforme dados coletados pela GCMS, os números vêm caindo desde o dia 1º de abril, saindo de uma média de 4 mil veículos abordados por dia para 3.500. "Esses números refletem o comportamento da população, que está aderindo cada vez mais às medidas e fazendo a sua parte no combate ao vírus", aponta Simone Machado.