A- A A+ |

Símbolos que representam um marco na ciência mundial, o Museu do Eclipse e o Planetário serão reabertos para visitação no final deste mês de junho. Na última quinta-feira (23/06), gestores da Prefeitura de Sobral e da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) se reuniram para tratar os últimos detalhes das obras.

Estiveram presentes o chefe do gabinete da Prefeitura, David Duarte, acompanhado pelos secretários Herbert Lima (Educação) e Simone Passos (Cultura e Turismo), com respectivas equipes técnicas. O grupo foi recebido pelo vice-reitor da UVA, Francisco Carvalho, e pelo professor Emerson Almeida, responsável pelo Museu.

A reabertura marca a chegada de 26 experimentos interativos com base na luz ao Museu. Através deles, é esperado que o ambiente fique mais dinâmico para o público, melhorando o aprendizado para os visitantes.

“Os equipamentos foram adquiridos pelo Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará [Secitece], via projeto PromoTec 2. No caso, acontecerá uma mudança de tombamento, ou seja, os equipamentos serão repassados para a UVA, que ficará responsável pela manutenção”, informou Emerson Almeida.

“Estamos muito animados com a reabertura do Museu do Eclipse e do Planetário. A Prefeitura investiu mais de R$ 420 mil nas obras de reforma dos prédios, e contar com a contribuição da Secitece e da UVA é de extrema importância para mantermos os locais funcionando com tanta novidade. Os equipamentos interativos são muito interessantes e temos a certeza que a população vai aprovar as novidades”, disse David Duarte.

MUSEU DO ECLIPSE

Além de requalificar e modernizar o Museu do Eclipse, é esperado que os novos equipamentos possam aumentar o interesse do público pela astronomia e manter a história da cidade viva.

Entre eles, se destaca a harpa laser que, conectada a um sintetizador, produz som a partir da interrupção dos feixes de luz.

O espaço conta com simulações do eclipse que ajudaram Albert Einstein a comprovar a Teoria da Relatividade, além da luneta utilizada, as fotos originais do momento e o jornal The New York Times que noticiou a comprovação da teoria.

Os equipamentos são: Holograma do Einstein, raios de luz 3D, leitor com bolas de cristal, máquina do olho
quebra-cabeça laser, holograma especular, luz destilada, interação de ondas, capacetes de difração, fluído birrefringente, arco-íris da areia, microondas e luz, microfone laser, pong de buraco negro, lente gravitacional, bicicleta relativística, paradoxo dos gêmeos, órbitas, toque o início do universo (Big-bang), óptica ativa, espelho respirante, câmera infravermelha, harpa laser, fotografia da gota de água, radiotelescópio e empurrão no espaço.

Facebook
YouTube